Até que ponto o prefeito de Santarém salvaguarda e garante os interesses da nossa população?

Nota Postado em Atualizado em

Até que ponto o prefeito de Santarém salvaguarda e garante os interesses

da nossa população?

Neste ano de 2014 estão sendo anunciados vários empreendimentos na cidade e seu arredor, todos eles são empreendimentos econômicos. Ao mesmo tempo várias obras que poderiam servir à melhoria da qualidade de vida da nossa população, estão paralisadas, ou em lento andamento, como a praça Tiradentes, o saneamento com tratamento de esgotos, o serviço de águas pela falida Cosampa. Uma empresa ganhou licitação para várias obras na cidade que hoje estão paradas e ela está enrolada em crise financeira, apesar de as obras serem todas financiadas pelo governo federal.

O prefeito Alexandre Von falou o seguinte ao jornal  Oestadonet do dia 04.01.2014: “ A empresa Carmona entrou com pedido de recuperação judicial que ainda não foi decretado pelo juiz. Temos que aguardar até janeiro para saber como a justiça vai se posicionar diante do pedido. Agora, qualquer que seja a posição do juiz, nós vamos estar atentos para salvaguardar e garantir os interesses da nossa população”. Ele se referia à crítica situação da paralização de obras do PAC de saneamento na cidade.

O prefeito está diante de situações em que ele precisa provar que tem pulso e coragem de defender, “salvaguardar e garantir os interesses da nossa população”. Ele está devendo à sociedade santarena provas de que não é fraco, não está preso a pressões do poder do capital, ou de grupos de apadrinhados.

Segundo notícia veiculada no Blog do Jeso (03.01.2014) a SEMA estadual já liberou a construção de um conjunto imobiliário pelo consórcio SISA/BURITI na área em frente à rodovia Fernando Guilhon. Segundo a informação, a liberação foi feita mediante um TAC assinado pelo consórcio e agora só depende de um SIM do sr. Prefeito Alexandre Von. Se for verdade essa informação se fazem necessárias umas  indagações:

  1. Como pode a SEMA estadual liberar um crime ambiental e um crime administrativo de tamanha envergadura? O crime ambiental pelo desmatamento sem  EIA RIMA de cerca de 180 hectares de mata original, dentro da área urbana de Santarém. Além disso, o Secretário de meio ambiente da época da venda da área, era pessoa não idônea, já que era parte da SISA que vendeu parte da área à Empresa Buriti e portanto cometeu crime de prevaricação administrativa.
  2. Diz a informação do blog que a liberação foi feita mediante um TAC assinado pela Buriti. Como é que  a sociedade civil organizada que vem protestando  contra a destruição da área e do lago do Juá desconhece o TAC? Será que o prefeito de Santarém conhece os termos do TAC? E se conhece concorda, sem consultar as partes interessadas na proteção do ambiente do lago do Juá e da área desmatada?
  3. Se agora que a SEMA estadual compactua com os crimes cometidos e os prejuízos irreversíveis ao lago do Juá, o sr. Prefeito vai liberar a ação da imobiliária? Onde está seu compromisso com a dignidade do povo santareno e de sua cidade que merece respeito?

O sr. Prefeito Aexandre Von tem uma oportunidade ou duas, de mostrar que ele foi eleito para servir à população do município. Se ele der o SIM à empresa Buriti para construir seu parque imobiliário ao lado de rodovia Fernando Guilhon, está compactuando com os crimes ambientais que a empresa cometeu e dará motivo para outros empreendimentos do mesmo estilo acontecerem, com prejuízo não só ao lago do Juá, como a outras áreas nobres ao bem comum. Se ele der um NãO ao empreendimento estará mostrando que ouve os clamores dos que querem respeito à cidade e a seus bens coletivos.

Basta que ele use seu poder de responsável maior pelos destinos de sua cidade, exija punição exemplar aos que cometeram os crimes e exija do Estado que dê fim mais digno á área prejudicada. Afinal, poucos meses atrás, o governador em visita a Santarém, prometeu desapropriar a área, após cumprimento das penas pelos crimes cometidos e construir ali um Centro de Convenções, tão necessário ao coletivo da cidade. Além disso, a UFOPA manifestou interesse em cuidar da área verde ainda existente para construir um bosque municipal, cuidando do lago do Juá e do igarapé.

Esta é a hora de a população compreender qual será o partido do prefeito, o bem da população santarena, preservando os bens coletivos, para salvaguardar os interesses de NOSSA POPULAÇÃO, ou se  seu partido são os interesses de grupos particulares em detrimento de seus eleitores e cidadãos santarenos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.