A Amazônia poderia ser um novo país?

Nota Postado em Atualizado em

Editorial para Rede de Notícias da Amazônia – 10.01.2014

A AMAZÔNIA PODERIA SER UM NOVO PAÍS?

Do jeito que está hoje a República dos estados unidos do Brasil, isso mesmo, nosso país é legalmente uma república federativa, com 26 estados e um distrito federal. Portanto,  não existe apenas um Estados Unidos no planeta, embora boa parte dos nativos se expressem como se apenas os yankis fossem estados unidos.  Acontece que nesta federação brasileira nove estados estão na bacia amazônica, que abarca 45% do território nacional. No entanto, essa federação é bastante desigual e injusta. A parte que cabe à Amazônia neste latifúndio é ser colônia do Brasil.

Isto porque as riquezas que podem gerar o bem estar e qualidade de vida da população estão na Amazônia: minérios, águas, florestas fauna e flora, e mais 30 milhões de seres humanos. Mesmo tendo tudo isso, continua como no passado, uma colônia explorada e saqueada por vários senhores da Casa Grande, do sul, sudeste, Brasília e os oportunistas que vivem na região. Aí está a multinacional VALE com lucro anual maior do que o orçamento do Estado do Pará, como aí estão as mineradoras,  Mineração Rio do Norte, MRN, a ALCOA, a GOLD e a Serabi, entre outras,  levando ouro e bauxita sem pagar imposto de exportação, beneficiadas pela lei Kandir. Por cima de tudo isso, está o governo federal comandando o saque da Amazônia com seu Programa de Aceleração do Crescimento econômico, o PAC, que inclui as hidroelétricas apresentadas ao mundo como geração de energia limpa, limpa na ponta e tremendamente suja da fonte, onde ficam as barragens que expulsam ribeirinhos e povos indígenas, além de gerar destruição da fauna e flora dos rios e poluição ambiental com o CO2  e o gás metano.

Com todas as riquezas e potenciais aqui existentes,  a Amazônia poderia se emancipar e ser um novo país na América do Sul. É verdade! Bem que poderia, mas não será  nos próximos 100 anos. Ao menos dois motivos levam a se ter essa previsão: um,  não interessa aos empresários e autoridades federais do Brasil. Afinal, é mais fácil manter a lei Kandir e as obras hidroelétricas sob controle dos políticos,  dos empresários e da presidência da república, com o e  a capital Brasília.

Outro motivo que não permite o novo país sul americano é que, com os políticos que existem hoje nos nove estados da Amazônia, não fará diferença a região ser novo país, ou continuar a atual colônia. Nuca antes nesta região se teve falta de políticos medíocres e oportunistas, além de fichas sujas exercendo cargos públicos. Ou será que se salvam dez políticos competentes, honestos e que suam a camisa pelos interesses dos 30 milhões de seres humanos que vivem nos estados da região? Quantos cabem nesta categoria, no Acre, em Roraima? Quantos em Amapá, no Pará, ou no Amazonas? Quantos políticos sérios e dedicados aos interesses dos povos da Amazônia se encontram no Mato Grosso, em Rondônia, Maranhão e Tocantins?

Com esta triste carência de políticos a defenderem o bem estar e a qualidade de vida dos povos amazônidas a triste situação de colônia que vive e viverá a região mais rica da república federativa do Brasil. Nem seria preciso criar um novo país na América do Sul, mas justiça social, respeito aos direitos humanos dos povos indígenas, quilombolas, ribeirinhos, trabalhadores rurais, trabalhadores que vivem nas periferias das grandes e médias cidades.

Quando na grande bacia Amazônia surgirem políticos suficientemente comprometidos com o desenvolvimento humanos de seus concidadãos, será possível mudar o estado colônia em que vivem estes párias da federação brasileira. Quando será?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.