Ao dito progresso se abrem três pistas da rodovia, aos 20 mil seres humanos em 4 bairros de Santarém, prometem uma passarela de humor perverso

Nota Postado em Atualizado em

Ao dito progresso se abrem três pistas da rodovia, aos 20 mil seres humanos em 4 bairros de Santarém, prometem uma passarela de humor perverso

 

Li a matéria sobre a triplicação da rodovia br 163 dentro da área urbana de Santarém. Fico preocupado com as decisões políticas  empresariais em relação às consequências negativas desse projeto, a falta de sensibilidade dos entusiasmados com a melhoria do asfaltamento. O progresso das empresas é o que interessa, quanto à qualidade de vida dos moradores dos bairros no entorno do que deveria ser chamado de rua, ou avenida, pois está dentro do perímetro urbano.

1. O estado atual da estrada, avenida – duas pistas, sem acostamento, sem calçamento para pedestres e sem ciclovia para os usuários de bicicleta. A promessa agora do DNIT é asfaltar três pistas, uma dela só para carretas de soja e milho;

2. Diante de algumas preocupações de moradores do bairro da Matinha, algumas autoridades foram lá, inclusive o prefeito. A promessa que fizerem foi de construir uma passarela elevada. Uma absurda falta de respeito aos seres humanos. Uma passarela dentro da cidade será um atropelo para crianças e idosos;

3. A estrada, avenida ao descer a serra do Piquiatuba, corta ao menos 4 bairros da cidade (Cambuquira, Matinha, esperança e Caranazal) com uma população de aproximadamente 20 mil pessoas, entre crianças, jovens e adultos. Ao menos duas escolas estão localizadas à beira da estrada (Morais Sarmento e Seminário Pio X, além de outas escolas dentro dos bairros. Alunos moram dos dois lados da estrada e precisam atravessá-la todos os dias para estudar.

4. Se a opção das autoridades municipais e federais é  pela pior delas a passarela, quantas passarelas terão que construir para atender os moradores dos quatro bairros????? ao menos dez passarelas.

5 Sabendo que várias pessoas já morreram por atropelamento no trecho em discussão, alguns moradores apelaram para a construção de várias LOMBADAS  para os carros (não só as carretas) diminuírem a velocidade e proteger as vidas humanas. A resposta que as autoridades deram é que isso não é possível porque é uma rodovia federal. Não é um absurdo? as máquinas ficam protegidas e os seres humanos que morram.

6. Uma solução mais justa e respeitosa dos direitos humanos será construírem: calçamento para pedestres + ciclovia para ciclistas + acostamento para parada de carros. Melhor ainda e mais humano será colocar alguns sinais luminosos nas entradas dos bairros. Afinal, os moradores não têm culpa se as autoridades ao longo dos anos, desde a construção da rodovia permitiram que surgissem tantos bairros. O prefeito, se tiver um mínimo de respeito pelos  seus eleitores e pela sua cidade exigirá que as melhorias na rodovia dentro do perímetro urbano, garanta toda proteção aos moradores dos bairros do entorno.

Até quando Santarém a bela Pérola do Tapajós será lançada aos porcos do progresso???

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.