NGO: núcleo de gerenciamento de obras

Postado em Atualizado em

NGO dois significados: Núcleo de gerenciamento de obras; Núcleo que nunca gerenciou o óbvio

As obras gerenciáveis seriam as financiadas pelo governo federal, mas o óbvio, é que a maioria delas está parada e não são denunciadas pelo tal NGO.

Quando no final de estágio semestral de sessões da Câmara de vereadores de Santarém, pressionados eles por grupos da sociedade civil, defendiam e depois aprovaram, por maioria absoluta o tal projeto de executivo, o NGO, marcaram mais uma etapa de subserviência do legislativo municipal ao executivo. Mesmo com as pressões, os vereadores, ou se calavam, ou uns tentavam justificar o absurdo. A prefeitura já possui duas secretarias específicas que devem ser relacionadas às questões de obras no município, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e a Secretaria de infraestrutura, cada uma delas com vários servidores, inclusive engenheiros. Argumento de alguns vereadores de que era necessária sim uma coordenadoria (secretaria com outro nome) para cuidar de gerenciar o andamento das obras com recursos federais administradas pelo município. E assim foi, o rolo compressor dos interesses do prefeito aprovou o tal NGO. No projeto se explicava que seriam 47 funcionários, dos quais 17 seriam novos. O coordenador receberia salário de secretário, R$ 9.000,00 reais. O custo mensal para os cofres municipais seria de mais de R$ 50.000,00. Por que o prefeito insistiu para aprovação da lei do NGO? Por que a maioria dos vereadores aprovou a nova lei sem tirar nem por? Eis o mistério, seria mesmo mistério?

Já se passaram mais de 15 meses, os novos funcionários foram incluídos na folha de pagamento, mas a sociedade desconhece os frutos de tão ilustre NGO. Há poucos dias seu coordenador deu entrevista a uma emissora local e falava dos trabalhos da sua pasta, mas ficou devendo à sociedade alguns pontos que incomodam os que se preocupam com o bem estar de Santarém. Procurado para contato para explicar quais obras estão sendo gerenciadas atualmente, várias vezes não atendeu ao telefone.

Obras financiadas com recursos federais sob responsabilidade do município são várias e paradas há um bom tempo. O projeto Minha Casa Minha Vida, (tanto o da rodovia Fernando Guilhon, como o da avenida Moaçara), as obras de tratamento sanitário dos bairros Uruará e Mapiri, o restaurante popular, o terminal hidroviário 2, já que o primeiro iniciado sem pé nem cabeça pelo mandato anterior foi abandonado, essas e outras obras continuam por ser concluídas.
O NGO está oficializado, mas que gerenciamento está fazendo? O papel de gerenciar significa administrar, fiscalizar, tomar providências. Os engenheiros do minha casa minha vida foram processados por irresponsabilidade? O Tribunal de Contas da União já foi notificado dos prejuízos causados pelas empresas que abandonaram as obras e faliram? Por que as obras do tratamento sanitário dos bairros Uruará e Mapiri ainda não estão funcionando? E quem deve ser responsabilizado pelos atrasos? O restaurante popular já funcionou anteriormente, foi paralisado para melhoria, mas até agora está sem servir à população. Apenas explicar que está paralisado por falta de um elevador que ainda não chegou, isso é justificativa correta? Quem será responsabilizado pelo dinheiro público federal mal aplicado nas obras? A prefeitura? As empresas? Ou tudo vai ficar por isso mesmo?

Já a Câmara de vereadores, cúmplice da criação do tal NGO parece estar calada. Será que não dói na consciência dos vereadores terem criado mais um cabide de empregos? Por que este silêncio deles se são os fiscais da sociedade perante o poder público. E o sr. Prefeito está satisfeito com o gerenciamento do NGO que ele criou? Qual a prestação de contas sobre isso que ele apresenta à sociedade através dos meios de comunicação social? Ou será que o núcleo não consegue gerenciar as obras e elas vão continuar do jeito que tem sido até hoje? São várias perguntas que até agora estão sem respostas, ou sem explicações plausíveis.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.