Era uma vez um lider operário sindicalista no Pará

Postado em

ERA UMA VEZ UM ARDOROSO LIDER OPERÁRIO NO PARÁ

23.05.2015

Diz um ditado – quem te viu e quem te vê hoje. Na década de 1990 havia operário gráfico, jovem batalhador em Belém do Pará. Com grande espírito de liderança se destacou como sindicalista e militante do então aguerrido partido dos trabalhadores. Na época faziam parte do novo partido político, operários, trabalhadores rurais, intelectuais de esquerda e cristãos das comunidades eclesiais de base.

O então grande líder sindical se chamava Paulo Rocha, do sindicato dos gráficos de Belém. Simpático, corajoso e comprometido com as lutas populares, cedo assumiu a liderança do partido. Também cedo foi escolhido para ser candidato a cargo eleitoral e foi eleito deputado federal. Em 2002, junto com a eleição de Luiz Inácio Lula da Silva a presidente da república, Paulo Rocha foi reeleito deputado federal. E a partir daí também foi mudando a ligação dele com as bases sindicais, populares e mesmo partidárias. Seu mundo se tornou Brasília e as causas nacionais na ótica do programa de governo de Lula da Silva. Ele mesmo chegou a dizer a seus ex companheiros de Santarém que uma coisa agora é o movimento social, outra é o partido e outra é o governo Lula. De fato esse foi seu novo caminho, defender as opções do governo Lula, mesmo quando isso significava sacrificar os povos da Amazônia, como no caso das hidroelétricas, que tinha como “obstáculos, os ribeirinhos, os indígenas, os quilombolas e o Ministério Público Federal” nas palavras de Lula da Silva.

O  ex grande líder sindicalista operário do Pará foi subindo na carreira politico partidária, para isso foi vendendo a alma à engrenagem para permanecer no poder. A tal ponto chegou sua trajetória que agora para se eleger senador se obrigou a se aliar a figuras, antes vomitadas como Helder Barbalho e Lira Maia. Sua foto ao lado dos dois é a triste lembrança que ainda se encontram em alguns outdoors em algumas ruas.

Suas recentes palavras como senador confirmam suas novas convicções. Em apoio ao projeto de ajuste fiscal da presidente Dilma ele garante que “ as mudanças na medidas provisória 665 protegem os trabalhadores e ajudam o governo…”. Acontece que o arrocho atinge o seguro desemprego que passa dos atuais 6 meses para um ano de carteira assinada e o seguro do defeso que o pescador profissional só passará a receber quando completar um ano de carteira profissional  habilitada. O atual nobre senador, ex lutador em defesa dos trabalhadores, concluiu que “com essas medidas serão assegurados os avanços das conquistas dos trabalhadores…”.

Já o site chamado de sonegômetro ligado aos procuradores da fazenda federal afirma algo diferente – “Por mais que se tente explicar o ajuste fiscal promovido pelo governo, não dá para entender e muito menos para aceitar. Ou melhor, dá para desconfiar. Pois se a União espera cortar R$80bi1 de seu orçamento e arrecadar mais 0,48% de tributos em relação a 20142, como esse mesmo governo deixa escoar pelo ralo da sonegação mais R$ 500 bi ao ano?”. Esta crítica se refere à submissão do governo Dilma em enfrentar as grandes empresas que sonegam impostos que fazem falta ao equilíbrio das finanças do país. Sobre isso, o senador Paulo Rocha se cala e nem se mira em um dos poucos colegas de partido, coerente com os trabalhadores, o senador Paulo Pain, do Rio Grande do Sul.

Paulo Rocha prefere seguir seu guru, Luiz Inácio Lula da Silva, que vendeu sua alma ao capital para se manter no poder. Pelos próximos seis anos o ex sindicalista operário estará no berço esplêndido de Brasília, muito bem pago e justificando o arrochos salariais de seus ex companheiros e se calando ao perpétuo escândalo das sonegações de grandes empresas. Nesse meio tempo, o senador Paulo Rocha certamente aparecerá pela região em época de campanha eleitoral para tentar eleger alguns de seus colegas de partido que aceitam se calar diante de escândalos políticos e capazes de fazer alianças com políticos ficha suja,  que apareçam pela frente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.