Administrar o bem público exige competência, honestidade e…

Postado em

Análise da semana – Nossa Voz é Nossa vida – 15.01.2015

O novo prefeito de Santarém começa  sua administração sob algumas pressões. Começar a provar que tem competência, pulso e ética em suas decisões. Um dos primeiros desafios será escapar vivo da lógica do governo de coalizão. Desde o tempo de Lula da Silva  esta lógica não atende a interesses tão opostos.

O prefeito de Santarém segue a mesma lógica, apesar de saber seu fim. Colocou entre auxiliares, figuras que pertencem a grupos divergentes, uns pequenos escorpiões em crescimento. Outros entram por exigirem retribuição por terem ajudado a elegê-lo e querem sua parte do butim. Não se precisa ser profeta para prever o que vem pela frente.

Uma das pressões do primeiro mês foi como decidir a realização do carnaval da cidade. Um vereador oportunista pensou angariar mais simpatia de  congregados religiosos, exigiu que a praça de eventos não fosse palco para o carnaval. Alegando que era a praça da bíblia portanto,  não poderia ser utilizada para atos profanos. Sua hipocrisia se mostrou por duas incoerências. Uma, no ano passado a congregação religiosa realizou evento espiritual dentro do estádio municipal de futebol, um espaço construído para eventos esportivos. Houve conflito,  mas a congregação se impôs e realizou seu evento espiritual, prejudicando o gramado do estádio. Outra incoerência do vereador piedoso, é que a praça de eventos  foi construída com recursos federais e não para ser praça da bíblia. Ele como vereador tem o dever de defender os interesses de toda a população e não apenas de seu grupo religioso.

O prefeito, embora incialmente vacilante, quase cedendo aos interesses particulares, tendo ouvido seus auxiliares, decidiu que a praça de eventos vai servir ao carnaval. Ganhou pontos nesse primeiro ato.

Um  segundo desafio está sendo armado. Nestes dias vazou uma informação não oficial, que vai causar mais pressão sobre o prefeito. O caso do crime da imobiliária Buriti volta à tona. A área florestal destruída alguns anos atrás, ali na rodovia Fernando Guilhon, causou um crime ambiental de grande proporção. Houve um movimento  popular que pressionou, a justiça sentenciou a empresa criminosa. Deveria pagar um milhão de reais de multa e fazer o reflorestamento com plantas nativas. Já se passaram ao menos  cinco anos, não se sabe se a multa foi paga e para onde foi o recurso. Mas se sabe que o reflorestamento ainda não aconteceu e ninguém foi preso por isso. Sentença do juiz virou piada?

Porém, agora surge informação que aquela área vai se transformada em área de construções empresariais. Será verdade? O juiz que condenou a Buriti estará sabendo disso? O primeiro crime atingiu o meio ambiente em dois focos, um destruindo a mata nativa e outro abrindo esgoto de lama para dentro do lago do Juá. Aa plantas nativas que existem lá  são, capim e alguns arbustos que a natureza teima em semear. Será que agora outro crime vai sobrepor o primeiro?

O prefeito terá que enfrentar já este novo desafio. Primeiro, cobrar da justiça o cumprimento da sentença sobre a Buriti. Segundo, respeitar o plano diretor do município que não contempla aquela área para instalação de indústrias e empresas. Ele terá que provar já agora, que foi eleito para realizar mudanças a bem da cidade, do município e das periferias. Garantiu que iria administrar junto com a população.

O que é mais urgente para a cidade e para seus moradores, cuidar do meio ambiente, ou atender à voracidade de empresários em busca de lucros? Como o prefeito foi objetivo e firme no primeiro desafio, se espera que seja também neste segundo. Mas é preciso que a sociedade civil organizada se manifeste e exija decisão pelo bem dos moradores e da cidade.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.