Gigante adormecido começa a rugir

Postado em

Análise da semana – Nossa Voz é Nossa Vida – 12.11.2017

Precisamos alimentar a esperança por melhores tempos, enquanto vivemos nas trevas da ditadura, que amplia a escravidão dos trabalhadores brasileiros.

Revisando a semana que passou, comecemos com duas boas notícias. A primeira foi a assembleia da Rede de Notícias da Amazônia em Manaus. Nos dias 7 e oito, terça e quarta feira 13 diretores da RNA avaliaram os oito anos de serviço comunicacional aos povos da Amazônia. Hoje são 19 emissoras associadas em rede gerando um noticiário de 30 minutos de segunda a sexta feira transmitidos em sete dos nove estados da Amazônia. Além disso, transmitem um programa de educação ambiental uma vez por semana. Todos os programas são produzidos nas emissoras sócias, coletados na cabeça de rede e todas as emissoras transmitem em horário adequado. Cerca de 3 milhões de ouvintes podem sentir o que se passa nas lutas dos povos de todo o bioma amazônico.

Outra boa notícia aconteceu em Santarém. Sindicatos, e movimentos sociais organizados marcaram presença firme na audiência de construção do Plano diretor do município de Santarém. A audiência em si foi movimentada, inclusive com tumultos, porque um grupo do agronegócio tentou impor seus interesses no plano diretor, evitando as propostas que já tinham sido definidas em audiências anteriores.  A presença ativa dos movimentos populares evitou que o novo plano diretor seja apenas para atender interesses dos empresários. A secretaria de planejamento, com seus auxiliares concluíram a audiência confirmando a terceira audiência para finalização da atualização do novo plano diretor para o final deste mês.

Toda essa tensão resulta por que há uma disputa pelo território do município. De um lados os empresários que desejam utilizar a cidade e o campo para extrair mais lucros; do outro os que lutam para a o município seja uma espaço primeiro para o viver bem dos moradores. Daí os conflitos em Alter do Chão, as imobiliárias em Santarém e os que carecem de um teto para morar e uma cidade com lazer para todos.

Por fim, uma grave notícia, que não pode deixar os pobres indiferentes. Trata-se do assassinato da democracia consumado ontem em Brasília. Entrou em vigor a deformação total das leis trabalhistas, sancionada pelo ilegítimo presidente Michel Temer. Se não houver uma reação em massa dos trabalhadores urbanos e rurais, inclusive funcionários públicos, a fome e a miséria vai aumentar em Santarém, Baixo Amazonas, Oeste do Pará e em todo o país. Mas de cem artigos em defesa dos trabalhadores foram modificados. Sindicato não terá mais importância em defesa do trabalhador. As negociações entre este e o patrão, será só entre os dois. Comparando, comum um ratinho negociando com o gato. É a escravidão abolida pela princesa Izabel e restaurada pelo ilegítimo Michel Temer.

A situação é grave, muito grave e fere os trabalhadores todos e suas famílias. Se não houver uma reação firme organizada será o fim da democracia e da paz. Quem tem ouvidos para ouvir que escute e sinta sua responsabilidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.