Obras da luz e obras das trevas como separar?

Postado em

Análise da semana – Nossa Voz é Nossa Vida  – 11.03.2018

No Evangelho proclamado em todas as celebrações católicas deste final de semana, aparece uma revelação provocativa. Deus não castiga ninguém. Ele amou tanto a nós humanos, que permitiu seu Filho amado passar 33 anos entre nós e dar a vida por amor, até a última gota de sangue. Ele não veio ao mundo para condenar,  mas para garantir a vida eterna ao que nele crer. E mais, diz o Evangelho, que a Luz veio à terra, mas muitos preferiram as trevas, porque suas obras são perversas.

Obras boas e obras perversas, aquelas dos que confiam no Filho amado de Deus, estas, dos que preferem as trevas. Como hoje distinguir umas das outras? Apresento aqui três ocorridos dos últimos dias na região e você  pode interpretar à luz do Evangelho:

  1. O governador do Estado do Pará veio à nossa região na sexta feira. Trouxe mala cheia de verbas, para hospital de Óbidos, hospital de Alenquer, construção de novo porto fluvial em Santarém e outras coisinhas mais. Tudo isso, sete meses antes do dia das eleições gerais de outubro. Tudo indica que ele é candidato a algo e padrinho de outro candidato. Além dessa fartura do governador, em várias ruas de Santarém, há placas anunciando que deputado A trouxe verbas para obras na cidade, deputado B trouxe verba para obras na cidade, deputado C trouxe verba para obras no município. Isso, sete meses antes das eleições e tudo indica que eles serão candidatos novamente.  Também quem passa pela orla da cidade fica muito surpreso como a tecnologia moderna está construindo mais de um quilômetro de orla mesmo já tendo o rio encostado no cais. Estão trabalhando dentro d`’agua ampliado o cais. Pelo ritmo que corre, deve ser inaugurado antes do mês de outubro, dia das eleições. Impressionante, não acha? Quem patrocina? Generosidade ou perversidade?
  2. Agora reflita também sobre este outro caso. O hospital municipal foi terceirizado desde o dia primeiro de março. Isto é, a partir de então, uma empresa privada, ao custo de 5 milhões de reais pagos pela prefeitura, está administrando o hospital público, aberto a toda a população necessitada de tratamento hospitalar. Para a empresa organizar bem o hospital e ainda tirar seu lucro, certamente imporá limites de recepção de pacientes. Daí que, a cada dia que chegarem mais pacientes (e eles não param de chegar), os que chegarem além do limite regulado pela administração, ficarão de fora. Para onde irão? O prefeito, que é médico e já foi secretário de saúde sabe o que significa isso. Por que ele insistiu de terceirizar o hospital? Será uma obra da luz ou das trevas?
  3. Ainda um terceiro fato da semana. Lá na cidade de Rurópolis aconteceu no meio da semana, um negócio apelidado de audiência pública. Promoção da Secretaria Estadual de Meio Ambiente, SEMAS, com objetivo de apressar a construção de sete hidroelétricas no rio Cupari, ali entre Aveiro e Fordlândia. A apelidada audiência teve o protesto de um grupo de indígenas munduruku que sabem as consequências de tais desgraças para os povos do Tapajós. O Ministério Público Estadual insistiu pela não realização da audiência por falhas legais. Mas a SEMAS tem pressa de atender aos empresários, não respeitou o MPE.
  4. Então, nestes três ocorridos da semana, quais sinais você identifica de obras da luz e obras das trevas? Para você tirar conclusões corretas, tome as afirmações do evangelho de hoje, analisando quais benefícios, ou quais prejuízos elas acarretam para as populações incluídas. Levando em conta também os impactos na natureza, no bem estar das comunidades e na honestidade das intenções dos promotores desses fatos. É sua vez de tirar conclusões, afinal você se sente filho, ou filha da luz, ou filho e filha das trevas? E com você ouvinte. Um abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.