A busca da verdade e a falsa verdade

Postado em

Editorial RNA – 04.05.2018

Uma coisa é a busca da verdade, outra é alguém se julgar dono da verdade e impor aos outros. Assim estão fazendo nestes dias,  grileiros e a polícia de Anapu, no Pará, no caso Padre Amaro. Um comunicador honesto e objetivo procura juntar o maior número possível de informações sobre um fato ou acontecimento, para então produzir uma notícia. Ainda assim, deixando espaço para seus interlocutores refletirem e tirarem suas próprias conclusões.

O caso da prisão do padre Amaro tem sido notícia em vários meios de comunicação, inclusive aqui na Rede de Notícias da Amazônia. A versão apresentada pela polícia civil de Anapu e endossada pelo delegado local, é uma dessas versões cheias de afirmações tendenciosas e próximas à uma farsa. Curiosamente o juiz local aceitou a versão montada num dossiê feito por um grupo de grileiros e fazendeiros de Anapu. Recusando escutar os argumentos dos advogados de defesa, o juiz mantém o padre no presídio de Altamira desde o dia 27 de março. Está lá como um perigoso criminoso, sem que tenha havido processo transitado em julgado..

A Comissão Pastoral da Terra que tem padre Amaro como membro ativo e pessoa de confiança, já instituiu um grupo de advogados para fazer a defesa do padre. Um pedido de Habeas Corpus está transitando no Tribunal de Justiça do Pará. O caso está nas mãos da desembargadora Vânia Lúcia Silveira. Em carta de apelo a CPT explica que “Por não existir prova alguma contra o padre, o Ministério Público de Anapu determinou o arquivamento da grave acusação. Padre Amaro é vítima de grave violação de sua vida privada”. Até o dia de hoje o tribunal não tomou decisão de conceder o Habeas Corpus ao padre, membro da Prelazia do Xingu e da CPT.

Se a busca da verdade for seguida pelo Tribunal de Justiça, em breve se terá uma versão objetiva dos fatos. A expectativa dos colegas da Igreja local, dos posseiros perseguidos por grileiros e dos que se interessam pela justiça, é que  o padre poderá ser libertado. Enquanto isso,  estarão se espalhando versões, nem sempre objetivas e honestas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.