Como expulsar demônios nos dias de hoje

Postado em

Análise da semana – Nossa Voz é Nossa Vida – 15.07.2018

Na liturgia católica, o evangelho proclamado hoje trata do mestre Jesus que envia seus fiéis seguidores às comunidades a expulsar demônios, curar enfermos e revelar aos humildes, que assim surgia o reino de Deus. Com tal encaminhamento o mestre indicava outro jeito de se praticar a religião, menos doutrina e mais ação libertadora.

Essa reflexão evangélica chega hoje bem a propósito de dois fatos ocorridos em nossa região e um outro que vai contra o caminho de Jesus. Ontem aconteceu na comunidade Maguari,  um encontro de moradores de comunidades ribeirinhas daquela área. Foi uma manhã de diálogos informações e busca de estratégia para defender o território, ameaçado pela ganância de empresas e governos. O bem viver dos moradores de 20 comunidades está ameaçado.

Os participantes se deram conta que ameaças chegam pelo rio, tanto pelas geleiras destruidoras de cardumes de peixes, como pelos projetos de portos graneleiros na área. Eram 37 participantes de algumas das comunidades ameaçadas também pelos projetos hidroelétricos previstos pelo governo federal. Participantes  admitiram que  um dos desafios a enfrentar será a própria desunião e individualismo  de muitos moradores que vivem tranquilos como se nada fosse acontecer. Outro desafio será como  utilizar ferramentas legais para proteger seu território ameaçado por vários projetos destruidores. Protocolo de Consulta livre e bem informada é a ferramenta estudada para ser construída pelos moradores a fim de enfrentar os inimigos de seu bem viver.

Outro fato a merecer uma reflexão aconteceu no lago Grande do Curuai, na comunidade Murui. Uma audiência pública presidida pelo Ministério Público Federal e dezenas de moradores das 140 comunidades, organizadas na federação da gleba do assentamento agroextrativista, a FEAGLE. A audiência serviu para a procuradora do MPF sentir o abandono dos moradores, que esperam uma reforma agrária coletiva, mas o INCRA está ausente, assim como a prefeitura de Santarém. O Lago Grande do Curuai que já foi uma grande produtor de farinha  de mandioca, hoje as comunidades são ameaçadas pela invasão da multinacional ALCOA, que tenta iludir ingênuos comunitários  para retirar bauxita do território, mesmo sendo impedida pela existência de um território coletivo do projeto agro extrativista.  A presença de tantos moradores na audiência pública de ontem, desperta consciência de muitos ainda acomodados. Também compromete o Ministério Público  a exigir  responsabilidade tanto do INCRA como da prefeitura para com tantas comunidades do assentamento agro extrativista do Lago Grande do Curuai. Organizados e acompanhados por aliados do MPF terão força para expulsar os demônios que querem prejudicar seu bem viver.

Terceira situação a merecer nossa reflexão é a conjuntura pre eleições na região e nacional  de outubro. Por que é importante refletirmos desde agora? Simplesmente porque é nossa responsabilidade afastar da vida pública tantos candidatos que já estão aparecendo procurando seu voto.  Dia cinco de outro será sua e minha vez de votar com responsabilidade, sabendo em quem não votar e em quem votar. Serão cinco votos, desde presidente até deputado estadual, incluindo o federal, governador e senador. Sei que você está sem muita opção. Mas segue uma pista: Não vote nos  14 deputados federais e dois senadores do Pará que apoiam Michel Temer, votaram mudando as leis trabalhistas e mudando a data da aposentadoria. Também pergunte aos que chegarem a você – quando foi que lutou contra projetos hidroelétricos de Belo Monte e do Tapajós? Nunca, sabemos. Esses que são contra os trabalhadores e os estudantes, apoiando cortes de verba para educação e na saúde. Nunca mais vote eles. Mas não vote em branco, nem nulo, nem deixe de votar. Se fizer isso, apoiará sem quere os bandidos candidatos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.