sexta economia do planeta reduzida afarelo

Postado em

Encontro diocesano de CEBs  – agosto de 2018

Mesa redonda inicial: várias conjunturas nacionais e regionais

Participação do Edilberto Sena – conjuntura econômica

  1. Por que um país tão rico, que já foi recente a sexta economia mais rica do planeta, hoje está em frangalhos:
  • Dívida pública – consome 48 por cento do PIB nacional
  • Seis de cada dez crianças e adolescentes estão abaixo da linha de pobreza;
  • 13,5 milhões de desempregados;

SUS sem recursos para atender necessidades básicas saúde, etc

  1. Um pouco da linha do tempo recente: Governo Lula/Dilma
  • Mercado internacional favorável. Compra tudo que temos a oferecer: Europa, China e Índia, além dos EEUUAA
  • Brasil – rido em produtos primários: grãos, minérios, madeira, gado = extrativismo basicamente
  • Governo investiu no agronegócio: Lula declarou um ano: cinte bilhões para agricultura familiar e 120 bilhões para agronegócio.
  1. A crise mundial do capitalismo em 2008
  • O capitalismo mundial chega ao absurdo: capital financeiro (dívidas, bolsa de valores, taxa Selic, etc) hoje é 13 vezes mais que o capital produtivo. Que é isso? Para continuar funcionando esse capital virtual os empresários vão invadindo os países que tem produtos extrativos e de produção primária para serem saqueados,.
  • Exemplo, o Brasil tem uma dívida pública de 4 trihões de reais, um terço disso deve ao estrangeiro. 48% da arrecadação dos impostos são para pagar os juros da dívida, que não tem fim. Em função dessa dependência, o governo irresponsável passa a abrir espaço para compra de terras a estrangeiros, passa a vender empresas públicas como Eletrobrás, Ambraer, Petrobrás, portos, etc.
  • Ver como as grandes empresas de exportação de soja e milhos são maioria estrangeiras Cargill, Bunge, Dryfius, ADM, etc
  • Por conta dessa dependência econômica, tanto do capital estrangeiro, como das oligarquias empresariais nacionais (Bancos, agronegócio, montadoras de carros, etc), O governo ilegítimo de Michel Temer passa a arrochar os trabalhadores e os pobres. Daí,

** Corte nos gastos públicos por 20 anos

** destruição das  leis trabalhistas afetando a economia doméstica e favorecendo os patrões;

** Financiamento do agronegócio com REFIS

** Entrada do capital chinês em obras públicas como hidroelétricas, linhas de transmissão, etc

** Salário mínimo 2019 abaixo do que era previsto antes –

R$ 990,00

** 13,5 milhões de desempregados

  1. Consequências para nossa região
  • Tudo isso que acontece no país acontece aqui também
  • Aumenta a disputa pelo território – agronegócio, portos, ferrovia, hidroelétricas no rio Cupari, Tapajós e outros
  • Plano diretor do município aprovado em assembleia e encalhado na Câmara de Vereadores, por causa dos interesses empresariais
  • A farsa da propaganda da GERAÇÃO DE EMPREGO E RENDA.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.