Análise sobre primeiro turno das eleições

Postado em Atualizado em

Notícia para ALER/ Pan Amazonia  – 10.10.2018

Domingo passado aconteceu o primeiro turno das eleições nacionais no Brasil. Votos apurados em cinco horas resultados apresentados imediatamente. Aplauso à tecnologia da urna eletrônica. Como as últimas pesquisas anunciavam, dois candidatos foram classificados para o segundo turno, no próximo dia 28.10. E agora o que pode acontecer neste segundo turno? O grau  de aceitação, 47.15 por cento dos votos  ao candidato da extrema direita e pro fascista, Jair Bolsonaro, causou certa preocupação em pessoas que se preocupam com a manutenção da frágil democracia brasileira. O segundo colocado, Fernando Haddad da esquerda moderada recebeu apena 27,65 por cento dos  votos.

Como explicar que um ex capitão do exército, sem outra formação política, tendo sido deputado vários anos sem quase nenhuma contribuição positiva à sociedade, agora sendo bem votado pela classe média e muitos pobres? Um candidato que publicamente se declarou contra negros, indígenas, mulheres, homossexuais, defende a tortura a criminosos, o que esperar se ele for eleito presidente da República?

Jornais internacionais manifestam preocupação com o futuro próximo do Brasil. Um deles, Manuel Castells acaba de fazer a seguinte análise: “ O Brasil está em perigo, porque depois da eleição de Trump, nos USA, da tomada de poder por um governo neo fascista na Itália e assubida de nazistas na Europa, o Brasil pode eleger um presidente fascista, defensor da ditadura”.  Estranhamente, pastores das igrejas evangélicas, liderados pelo fundador da Igreja Universal, Edir Macedo, fecharam acordo de mandar seus congregados votarem no candidato que defende a pena de morte, tortura, e acabar com ministério do meio ambiente. Já os líderes da Igreja Católica apena estimulam seus congregados a votarem pela democracia, pela justiça e em  favor dos pobres. Alguns padres assumem claramente a defesa do voto em Fernando Haddad, por seu compromisso com a democracia, mas há padres apoiando Bolsonaro numa estranha interpretação do Evangelho. E assim, o futuro próximo dos pobres, dos jovens e das mulheres brasileiros está em risco. Dia 28 será dia de decisão de vida, ou morte.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.