presente e futuro dos povos indígenas na Amazônia

Postado em Atualizado em

Editorial RNA – 05.10.2018

O presente e o futuro  dos povos tradicionais e indígenas da Amazônia, como também dos pobres do nordeste e do sul do país está em jogo, para o bem, ou para  mais desgraça. Isso depende de como eleitores/as vão votar nas eleições de domingo. Já se sabe que a mudança não será de uma semana para outra. Não basta eleger ocupantes do congresso nacional e presidência da república e esperar milagre imediato. Mas dependerá seriamente de quem será eleito presidente e quem será eleito senador e deputado.

No debate de ontem à noite na televisão, ficou bem claro quem propõe compromisso com os trabalhadores e os pobres e quem  defende  um governo para os ricos. E grave também foi a ausência do candidato que defende governar o país com preconceitos contra as mulheres, contra os trabalhadores e contra as minorias sociais. Ele fugiu de se expor na esperança de ganhar a eleição enganando os desavisados. Houve até candidatos que defendem  a continuação da destruição da Amazônia, ao proporem hidroelétricas e exploração mineral.

As eleições serão domingo em primeiro turno. Cada eleitor tem o dever cidadão e cristão para os que seguem Jesus Cristo, de levar para diante da urna sua lista com seis nomes de candidatos  honestos, competentes e comprometidos com os direitos da maioria dos brasileiros. Um bispo cristão de Jales afirmou que “o destino saudável do Brasil, depende de nossa opção em defesa  do que é verdadeiramente justo”. E se pode acrescentar – então o que é justo para os moradores da Amazônia e os pobres do Brasil? Um presidente que tenha compromisso com as leis trabalhistas, com um salário mínimo justo, com  cobrança de impostos dos empresários e dos Bancos, que aplique os recursos públicos  no bolsa família, em  minha casa minha vida, em geração de empregos, em defesa dos direitos dos povos indígenas e quilombolas.

Por isso, nós eleitores não podemos nos omitir, votar em qualquer um, ou mais grave, votar em quem pensa governar com violência e desprezando as mulheres e os trabalhadores.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.