Brumadinho, obra do acaso, ou crime?

Postado em

Notícia para Rio Mar  – 28.01.2019

O que está acontecendo nestes dias em Minas Gerais, pode em breve ocorrer no Estado do Amazonas, Pará. Rondônia e outras regiões d Amazônia, você sabia? Boa parte dos moradores de Manaus,  e cidades amazonenses devem estar sabendo dos desastres provocados semana passada pela exploração mineral irresponsável da empresa VALE. Entre mortos e desamparados estão milhares, entre pessoas, animais, rios e florestas.

Para um representante da Organização das Nações Unidas, ONU,  o rompimento da barragem foi um crime hediondo. Para o advogado da Multinacional, dona barragem de rejeitos em Brumadinho, a VALE não tem culpa nenhuma, pois  foi apenas um acidente. Disse ele: “A Vale não enxerga razões determinantes de sua responsabilidade. Não houve negligência, imprudência, imperícia”. “Por que uma barragem se rompe? São vários os fatores, e eles agora vão ser objeto de considerações de ordem técnica”.  Você e eu podemos pensar uma das seguintes conclusões sobre isso: foi crime; ou foi só um acidente grave sem culpados; ou tanto faz como tanto fez, já que foi longe de Manaus. Agora reflita o seguinte ditado: “hoje sou eu amanhã será você”.

Veja só: No Estado do Amazonas existem dezenas de jazidas de minérios, boa parte delas já sendo exploradas por empresas nacionais ou estrangeiras. As jazidas minerais no Estado do Amazonas incluem: ferro, cassiterita, bauxita, nióbio, manganês, ouro, urânio, caulim.

Nióbio está em São Gabriel da Cachoeira;

Caulim em Rio Preto da Eva e Manaus;

Cassiterita em Presidente Figueiredo e Mapuera, na mina de Pitinga;

Bauxita  em Presidente Figueiredo, Urucará e Nhamundá;

Urânio na Mina de Pitinga;

Petróleo e gás em Urucu

Se ainda não foi noticiado nenhum acidente ou dano ambiental não significa que não possa acontecer daqui a pouco na sua região.

Toda exploração mineral causa danos ambientais, geram lucros fantásticos para empresas, maioria estrangeira e causam tragédias aos moradores da redondeza, como as de Minas Gerais.  Temos ou não, que entender bem o que causou mesmo aquilo lá e começar a pressionar as autoridades daqui? Vamos cruzar os braços até que mais um crime semelhante aconteça em Rio Preto da Eva, por exemplo?

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.