aos 65 aposentadoria é desumano dizia ele

Postado em

Editorial  RNA  15.02.2019

Na próxima quarta feira, dia 20 haverá greve geral em todo o Brasil, promovida por todas as centrais sindicais. Será um grito de basta ao absurdo do novo projeto da Reforma da Previdência, que será enviado pelo governo Bolsonaro para ser votada no Congresso nacional. Esse projeto que já era criminoso tentado pelo Temeroso Temer, agora chega mais desumano pelo governo Bolsonaro.

Caso os deputados e senadores façam o gosto do governo federal,  mais direitos serão cortados dos trabalhadores. Tão perversa mudança na lei da previdência, obrigará uma trabalhadora se aposentar somente ao completar 62 anos e o trabalhador aos 65 anos. Isso, se tiver pago 25 anos de contribuição ao INSS. Também serão cortadas pensões por doença e outros direitos. Bolsonaro e seus auxiliares alegam que se não for feita essa reforma, a previdência irá à falência por falta de recurso. Uma mentira deslavada, já provada por especialistas nesse setor. Há poucos dias o governo federal desviou 113 bilhões de reais da seguridade social para pagar parte da dívida pública do país. Entre os grandes credores da dívida pública estão Bancos como Bradesco, Itaú, Santander, Banco do Brasil, Caixa Econômica. Estes tiveram lucros de mais de 120 bilhões de reais no ano passado, mas estão entre os que devem à previdência social 450 bilhões de reais por não pagarem confins, PIS e outros deveres. Então, o governo massacra os trabalhadores e favorece capitalistas sonegadores.

Quando ainda deputado federal ao tempo do governo Temer, Jair Bolsonaro clamou no plenário da Câmara, que exigir aposentadoria só aos 65 anos de idade seria desumano. Agora presidente, ele mesmo exige 65 anos de idade e mais 25 de pagamento de contribuição ao INSS. Hoje eleitores que votaram nele para presidente, compreendem que caíram em armadilha e vão pagar muito caro, mas não só eles. A reforma da previdência do governo federal é contra trabalhadores, jovens, indígenas e pobres. O Brasil está a serviço do agronegócio, dos Bancos e empresários. Por isso, dia 20 próxima quarta feira, todos os trabalhadores são convocados a irem às ruas, pararem os serviços para dizer ao governo federal e aos políticos, que todo abuso de poder tem limite e direitos adquiridos não podem ser tirados a bel prazer de um presidente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.